3. Responsabilidade


A responsabilidade por parte da comunidade 99 é extremamente importante, não apenas para a garantia de uma corrida tranquila, mas também para a segurança e para que todo mundo aproveite do serviço. Assim, estipulamos algumas questões que, tanto motoristas parceiras e motoristas parceiros quanto passageiras ou passageiros devem se atentar. São pontos que fazem parte das regras e aspectos formais que a 99 considera essencial. Alguns deles estão na legislação brasileira, mas nem todos. É óbvio que todas as regras de trânsito e leis brasileiras devem ser respeitadas sempre, inclusive quando se está em uma viagem intermediada pela 99.


3.1. Pontualidade

Fazer da viagem um momento agradável é um compromisso que precisa ser de todas as pessoas envolvidas, seja você motorista, uma passageira ou um passageiro. Ser pontual na hora do embarque é uma das primeiras e mais simples ações para construir uma relação de confiança.

Conheça alguns exemplos de como agir, o que fazer e o que não fazer:

O que fazer:

  • Passageiras e passageiros devem, sempre que possível, chegar no local de embarque antes do horário que aparece no aplicativo. Quando solicitar um carro já esteja pronto para sair. E leve em conta o seu tempo de deslocamento, em elevadores ou dentro de sua casa ou escritório. Caso aconteça um imprevisto, avise pelo aplicativo a motorista ou o motorista.
  • Motoristas e passageiras ou passageiros devem se encontrar no local de embarque. Se não estão conseguindo se localizar, usem as mensagens ou ligações pelo aplicativo para explicar onde você está. Combinem locais seguros, em que o carro não precise parar em fila dupla ou atrapalhar o trânsito.
  • Não é fácil ser extremamente pontual no trânsito das cidades brasileiras. Por isso, temos um período de tolerância de alguns minutos. Isso vale para o atraso de motoristas e passageiras ou passageiros. Após esse período, a outra parte pode cancelar a viagem sem prejuízo para ela. Caso você precise de mais tempo para chegar, entre em contato e explique.

3.2. Pagamentos

A Comunidade da 99 é um exemplo da economia compartilhada. E todas as pessoas que fazem parte dela reconhecem a necessidade de remunerar de maneira adequada quem está na função de motorista. O valor e a forma que esse serviço será pago já é combinada no momento em que se pede um carro pela 99.

Conheça alguns exemplos de como agir, o que fazer e o que não fazer:

O que evitar:

  • Motoristas devem prestar atenção para não fazer um trajeto que aumente o valor previsto pelo aplicativo no momento que a corrida foi chamada.
  • Existem algumas situações em que a passageira ou passageiro deverá pagar uma taxa pelo cancelamento da viagem. Isso é feito para remunerar uma motorista ou um motorista que já havia iniciado o percurso. Cada categoria da 99 (99Pop, 99Táxi, 99Poupa, 99Comfort, 99Entrega, 99Compartilha e 99Carona) tem valores diferentes. Existem três motivos básicos para essa taxa ser cobrada:
  • Quando o passageiro(a) cancela após o tempo de cancelamento gratuito determinado no aplicativo;
  • Quando quem pediu a viagem não aparece no local de embarque cinco minutos após a chegada do veículo, e a motorista ou o motorista cancela a corrida;
  • Quando a passageira ou o passageiro cancela a viagem apesar do carro ter chegado ao local dentro do tempo de tolerância de cinco minutos após o horário de embarque;

O que nunca fazer:

  • Motoristas não devem cobrar um valor diferente do que aparece no aplicativo (com exceção do modo taxímetro do 99Táxi).
  • Motoristas nunca devem iniciar uma viagem antes do embarque da passageira e do passageiro.
  • Motoristas precisam encerrar a corrida logo após o desembarque da passageira e do passageiro, e nunca deixar de encerrar a viagem para tentar conseguir um pagamento mais alto.
  • Passageiras e Passageiros não podem fazer a corrida e não realizar o pagamento.
  • Oferecer ou aceitar outras formas de pagamento que não a que foi estabelecida no momento da viagem (dinheiro, cartão na maquininha ou pelo próprio aplicativo).

3.3. Estímulo à avaliação

Uma maneira fácil de melhorar a Comunidade 99 é sempre avaliar as viagens realizadas. E, se possível, não apenas concedendo uma nota, mas com comentários. As contribuições de motoristas, passageiras e passageiros permitem que seja possível aprimorar o nosso aplicativo e ampliar a segurança e garantir um cuidado maior para todo mundo.

Conheça alguns exemplos de como agir, o que fazer e o que não fazer:

O que fazer:

  • Motoristas, passageiras e passageiros devem fazer suas avaliações de forma honesta e sincera sobre como foi a sua experiência.

O que não fazer:

  • Passageiras ou passageiros não devem dar pontuação baixa para motoristas com objetivo de ganhar benefícios ou descontos na próxima viagem. Isso é desonesto e prejudica as motoristas e os motoristas.

3.4. Cadastro e perfil

Confiança é um elemento importante na Comunidade 99. Saber com quem se vai viajar é um primeiro passo para criar uma relação que seja boa para as duas partes. Manter o cadastro atualizado é essencial para a sua segurança, além de evitar mal-entendidos. Passageiras e passageiros precisam inserir informações e documentos idôneos, e manter cartões ou outras formas de pagamento atualizadas. Já motoristas precisam sempre informar quais veículos estão utilizando, manter o cadastro atualizado e a documentação em dia.

Perfis falsos serão excluídos assim que identificados. E a comunidade, com ajuda do aplicativo, trabalha para identificar quem falsifica as informações.

A 99 não tolera práticas de corrupçãoe condena o suborno. Por isso atuamos de forma rigorosa quando descobrimos motoristas fazendo uso dessas práticas para conseguir qualquer forma de vantagem, seja no trânsito ou em relação a documentação .

O que não fazer:

  • As viagens para terceiros não são permitidas. Não peça um carro para outra pessoa fazer a viagem. O trajeto sempre deve ser realizado com presença da titular ou do titular da conta do aplicativo para passageiras e passageiros.
  • Motoristas não devem pagar propina ou oferecer suborno para policiais e servidores com objetivo de conseguir documentos, evitar pagamentos de multas ou a liberação de veículo.